Afinal Podcast o que é?
Podcast é a junção de duas palavras; IPOD e BRODCAST. Ou como diz a Wikipédia, é uma forma de publicação de ficheiros multimédia áudio na internet, através de um fedd RSS (Really Simple Syndication) em que cada vez que um conteúdo áudio é actualizado num blog ou num site. Isto permite aos utilizadores acompanharem a sua actualização.
O Podcast é um programa de áudio que na minha opinião deve durar até 30 minutos no máximo.
Hoje em dia qualquer pessoa pode ter uma excelente ideia de conteúdo para um podcast. O que quer dizer que existem várias formas de fazer um podcast.
Depois de pensar no conteúdo, “é que a porca torce o rabo!”. É preciso planear, produzir, gravar, editar e distribuir.
Os podcast começaram a ter a sua expressão em 2004/2005. Em Portugal, BlitzKrieg Bop de Duarte Velez Grilo, e Os Sons da Escrita de José António Moreira, foram os primeiros podcasts que apareceram.
São eles os pioneiros do Podcast em Portugal.
As rádios começaram a por nos seus sites, e claro são os podcast das rádios os mais conhecidos do público.
Mas hoje em dia os Podcast já têm uma liberdade própria e não dependem da rádio. Qualquer pessoa pode ter um podcast.
Acaba por ser para quem gosta destas coisas da rádio da locução e da comunicação, uma forma de libertar a sua criatividade e liberdade de expressão. Milhares de pessoas em todo o mundo fazem os seus podcasts nas suas casas, e lançam-nos para a internet, estando á mão de semear de qualquer pessoa que queira ouvir sobre um determinado assunto enquanto vai ao ginásio por exemplo.
O Podcast em Portugal começou com muita força, mas logo morreu. Pelo menos alguns dos podcasts que existiam.
É preciso de facto RESILIÊNCIA, para ter um podcast, muito trabalho, alguma loucura, e visão.
É preciso alguns anos para que as pessoas comecem a acreditar num trabalho deste tipo, e daí conseguirem retirar algum beneficio monetário do mesmo.
As próprias marcas ainda não perceberam, que um podcast pode ser uma boa forma de divulgação. Até porque quem ouve o podcast, ouve porque quer, e porque gosta daquele conteúdo que foi escolhido pelo próprio. Porque é um dos seus centros de interesse.
O que quer dizer que por exemplo 10 a 15 segundos, multiplicados por três, sobre uma marca, por exemplo, em 25 minutos de programa, faz com que as pessoas fiquem com a marca na cabeça. Será que as marcas ainda não perceberam isto? É só fazer contas. É que eles, os podcasts andam aí!
Talvez os portugueses depois dos “outros avançarem” comecem a pensar em investir nos podcasts as suas marcas. E talvez quem já teve um podcast queira voltar ao activo. E talvez quem sabe, quem ainda não tem um podcast queira pensar nisso.
BlitzKrieg Bop de Duarte Velez Grilo e Os Sons da Escrita de José António Moreira Blitz Duarte Velez Grilo , foram os dos primeiros podcast em Portugal.
Depois destes, muitos outros se seguiram, muitos outros ainda existem, e outros morreram ou adormeceram no tempo.
Naturalmente nas minhas formações falo nos podcasts, pois são um passado, mas também um futuro próximo.
E temos igualmente um Curso presencial, e on line, o Curso de Locução, Produção e difusão de Podcast que irá ter o seu início em finais de Março. Por isso atentos ao nosso site!
Porque achamos que há futuro nos podcasts em Portugal, e porque acima de tudo, queremos que o Português Neutral seja mais difundido, e defendido!
Alguns dos nossos alunos de Locução já realizaram alguns dos seus podcasts e temos orgulho em podermos divulgar alguns deles;

Casa Aberta de Miguel Meira, que fala sobre a actividade imobiliária em Portugal.

Laughbanging, que junta comédia e música da pesada, de Gustavo Vieira e Paulo Rodrigues.

Boas locuções e boas audições!
<br>
Teresa Silva

Don`t copy text!